*Prêmio de Melhor Ator de Comédia no Rio Web Fest 2016 pela série A Vida de Lucas Batista.

*Série Ilha de Ferro - Globo - personagem: Borracha - Direção Afonso Poyart ( a estrear)

*Série O Negócio - HBO - Personagem Yuri - Direção Michel Tikhomiroff e Julia Jordão. 1a, 2a, 3a e 4a temporadas.

*Teatro Terça Insana - personagem Giorgito - Direção Grace Gianoukas - 2017/2018.

*Novela Haja Coração - Globo - personagem Enéas Carvalho - Direção geral Fred Mayrink.

*Série Sessão de Terapia - GNT - Personagem Rafael Cecatto - Direção Selton Mello. 3a temporada.

*Websérie: A Vida de Lucas Batista - Youtube - Personagem Lucas Batista - Direção Leonardo Hwan e Catharina Strobel - 1a temporada e temporada 1.5.

*Série Na Mira do Crime - FOX - Personagem Carreirão - Direção Edson Spinello - 1a temporada.

* Teatro atuou em 20 peças profissionais, (incluindo infantis, adulto e musicais).

* Cinema, 6 longas-metragens: "Todo Carnaval Tem Seu Fim" de Vitor Baumgratz e Paulo José Leite (a estrear). "Um Namorado Para Minha Mulher" de Julia Rezende 2016. "A Palavra" de Guilherme de Almeida Prado (a estrear). "Jogo das Decapitações" de Sérgio Bianchi (2014) (participação), "2013 menos 1" de Vitor Baumgratz (2013) e "Os 3" de Nando Olival (2011), 2 médias-metragens e 47 curtas-metragens.

* Televisão atuou em séries e especiais: Aline (Globo), Tal Filho Tal Pai (Globo), 9mm São Paulo (FOX), Descolados (MTV), To Frito (Band e MTV) , Entre Teens (MTV), Morando Sozinho (Multishow), Galera Animal (Globo -voz leão), Desprogramado (Multishow), Na Fama e Na Lama (2a. Temp.) (Multishow), A Grande Família (Globo), Chiquititas (SBT) Personagem Vitor, Na Mira do Crime (FOX), Sagredos Médicos (Multishow), Lili a Ex (GNT).

Contato: johnnasoliva@yahoo.com.br / atendimento@br3.net.br

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Breve resumo da minha carreira artística - parte 1

Em 1996, subi pela primeira vez em um palco "sozinho", para cantar uma música composta por mim, isso foi em um festival de música em Atibaia, que acontecia todo ano, no mês de Julho no Hotel Village Eldorado Atibaia - SP, o festival era regido e organizado pelo Maestro Dyonisio Moreno, antes disso eu já tinha cantado nesse mesmo festival anos anteriores, mas em coral.
A música de minha composição chamava -se "O Rebelde", neste festival de 1996, ganhei prêmio de Revelação, foi a primeira vez que recebi "milhões de aplausos", isso me contagiou muito e foi daí que comecei a minha vida artística.
O que me levou a escrever essa música com a letra irreverente e querer subir no palco e encarar jurados e um grande público, foi a magia de cinco caras que tinham conquistado o povo brasileiro em 1995 e 1996, até o momento de partirem para o plano espiritual, dois desses caras eram meus primos, e por eu ser da família deles e ter sido conquistado pelas músicas e energia deles, isso me despertou a querer fazer Arte, eles meus primos eram o Sérgio e o Samuel Reoli da banda Mamonas Assassinas.
Bom, depois deste festival montei minha primeira banda, com o estilo dos Mamonas, letras engraçadas e figurinos estravagantes, eu tinha um outro primo da mesma família que era por parte do meu pai Francisco (um incentivador de carteirinha), esse primo estava começando a tocar guitarra, eu também já fazia minha aulinhas de guitarra, cheguei pra ele e falei: - vamos montar uma banda? Ele topou na hora, meu primo Diego Borsato, não levava muito jeito pra guitarra e foi parar na Bateria, se descobriu nela, juntamos mais amigos dele e fundamos a banda, com nome e tudo, e que nome: "Mamutes Revoltados", é, o nome e banda duraram pouco, além de músicos entrando e saindo da banda o nome mudava também, até um dia que crescemos, e crescemos como músicos, pois já havia uma experiência vivida de alguns anos, a banda tomou um formato legal, se chamava: Anabundol, gravamos um CD - Demo de 4 músicas, ficou muito bom o CD e começamos a fazer a nossa correria. Ensaios e ensaios, muitos Shows em São Paulo e interior, tocamos na rádio ao vivo de uma cidade chamada Cruzeiro - SP.
Até fomos no Programa do , mas ficamos na platéia batendo palmas, e o bom disso foi que meu pai entregou o nosso cd na mão do produtor do , ... até agora, nada.

Um comentário: